Browsing All posts tagged under »Crônicas/contos«

Ondas Curtas. Solidão na chuva. Por Luis Fernando Amstalden

fevereiro 20, 2019 por

8

Foi agora há pouco. Abriguei-me da chuva embaixo da marquise de uma banca de revistas. Ele fez o mesmo. Barbado, cabelos compridos, magro, alto e andrajoso. Um ônibus parou no ponto, em frente a banca. De dentro, uma idosa obesa tentava descer, de ré e com dificuldades. Ele se adiantou e, tomando chuva, estendeu a […]

A Lua de São Francisco. Por Luis Fernando Amstalden

agosto 5, 2017 por

16

Apesar de todas as minhas dúvidas, a maioria delas vindas  da consciência de que o mundo é regido por fenômenos mais cruamente compreensíveis do que por uma ordem divina direta, eu nunca abandonei a esperança em um Deus, ou, nunca abandonei o Deus da esperança. Assim, é natural que, em um momento de grandes adversidades, […]

Joias da Infância. Um helicóptero para o Gui. Por Luis Fernando Amstalden

março 10, 2015 por

1

Quando meu tio Benedito (Dito) morreu, meu sobrinho Guilherme era pequeno, mas meu irmão resolveu leva-lo ao enterro como uma forma de educar para a realidade da vida. Gui acompanhou impressionado o fechamento do túmulo e perguntou o que aconteceria agora. Meu irmão disse a ele que o corpo do tio ficaria ali, no túmulo, […]

Em busca de um deus menor. Por Eloah Margoni

março 3, 2015 por

0

Apesar de ser agnóstica, confesso que preciso mais de deus! Todos precisamos. Mas não do Deus que criou o Universo, céus esplendorosos e terra agreste, auroras boreais, galáxias, constelações, o tempo, fungos, dinossauros, uma batelada de vírus, sendo vários deles mortais. Para tal Deus, assim tão imensurável, importar-se com o homem (por hipótese), com um […]

O tempo e os encontros. Por Luis Fernando Amstalden

julho 2, 2014 por

8

O café era forte, e ela tomava sem açúcar. Eu adoçava o meu. Não me lembro se o Queda fazia o mesmo. Mas me lembro de longas visitas que eu fazia e das longas conversar que tínhamos. Falávamos um pouco de tudo, de coisas sérias, de coisas engraçadas, ríamos, ficávamos as vezes todos em silêncio, […]

Coluna da Carla “Quelo vê Ilene dá sua plivada”

maio 13, 2014 por

2

Maio, mês das noivas. Maio, mês das mães. Fui privilegiada. Tive três mães. Minha mãe de verdade, minha tia Célia e minha avó. Irene, minha avó. Quando meu irmão, nascido oito anos após minha aspiração no mundo, era pequeno a música de Caetano Veloso do link acima era sucesso e ele, encantador em seu momento […]

Ti e as Cigarras. Por Luis Fernando Amstalden

março 5, 2014 por

20

Quando chegou a São Paulo, com apenas alguns meses de vida, sofria de malária e estava tão desnutrido que seu intestino não havia se desenvolvido o suficiente. Rejeitado por sua tribo, no Xingu, foi trazido pelas mãos do sertanista Orlando Villas Boas. Seus pais adotivos o levaram do aeroporto para o hospital e temiam que […]